Israel Institute of Biblical Studies

CANAL COSTUMES BÍBLICOS

sábado, 28 de maio de 2016

O que é a ressurreição que Jesus prometeu?

Jesus falou de uma futura ressurreição de todas as pessoas - seja para a vida eterna ou para o castigo eterno (Jo 5.28,29). Ele também prometeu que iria dar vida nova a todos os que cressem nele (Jo 6.40; 11.25). Quando Cristo voltar, todo o Seu povo será ressuscitado para ficar com Ele para sempre (1Ts 4.13-18).
Essa esperança de ressurreição era o que caracterizava a mentalidade dos primeiros cristãos. Eles foram capazes de suportar o sofrimento, pois seus olhos estavam fixos no que estava além dessa vida (2Co 4.16-18). Eles esperavam que Jesus voltasse e ressuscitasse seus corpos, e previam viver com Ele eternamente (1Pe 1.23). A própria ressurreição de Cristo era o fundamento da fé cristã (1Co 15.12-20).
O corpo da ressurreição não terá as limitações e falhas que nosso atual tem. Nosso corpo ressuscitado será glorioso, forte, imortal e espiritual, assim como o corpo ressurreto de Cristo (1Co 15.45-49).
Como os cristãos já estão com Cristo, já desfrutam da experiência da ressurreição aqui e agora. Como resultado, sua vida está agora centrada nas realidades espirituais do céu, e não nas coisas da terra (Cl 3.1-4). Os cristãos podem experimentar o poder transformador da vida nova aqui e agora, a nova vida do Espírito, que os livra do poder do pecado e da morte (Rm 8.1-4). Em todas as dificuldades que enfrentam, sua confiança não é em si, mas no poder da ressurreição de Deus (2Co 1.9).

Estudando João 5.33-40
Assim como os líderes judeus com quem Jesus estava falando, muitas pessoas hoje em dia querem avaliar a evidência para comprovar Cristo antes de acreditar nele. Então, Jesus oferece o testemunho de João Batista (Jo 5.33-35), o testemunho dos Seus próprios ensinamentos e milagres (Jo 5.36), o testemunho do próprio Deus (Jo 5.37,38) e o testemunho das Escrituras (Jo 5.39,40). Mesmo assim, Jesus reconheceu que os líderes judeus rejeitaram cada um desses testemunhos por vários motivos - e que outras pessoas também o fariam.
Queremos julgar Jesus, mas será Cristo quem derradeiramente nos julgará, Ele disse: "E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal, para a ressurreição da condenação" (Jo 5.29). Jesus deu-nos muitos motivos para ouvi-lo. Se fizermos isso, o Senhor promete: "quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna" (Jo 5.24). Isso é o suficiente para fazer com que valha a pena escutar Jesus. Em certo ponto, devemos deixar de julgar o Mestre e, em vez disso, começar a escutá-lo.

Até a próxima!
Fica na paz!

Você também vai gostar de ler:
 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO
A SEGUNDA VINDA DE CRISTO

Postagem em destaque

POR QUE CAFARNAUM?

Mateus, fiel ao seu propósito de demonstrar que Jesus cumpriu as antigas profecias, viu na decisão do Mestre em escolher Cafarnaum por re...