sexta-feira, 20 de novembro de 2015

E JOÃO, O APÓSTOLO?

E JOÃO, O APÓSTOLO?
João, filho de Zebedeu
1- Ele era o irmão de Tiago e, talvez, o segundo discípulo mais importante, depois de Pedro.
2- Ele foi discípulo de João Batista (Jo 1.35).
3- Ele foi apresentado a Cristo pelo próprio João Batista (Jo 1.36,37).
4- Ele foi chamado para seguir Cristo enquanto pescava no mar da Galileia (Mt 4.18-22).
5- Ele foi nomeado apóstolo Juntamente com os outros onze (Mt 10.2-4; Mc 3.16-19; Lc 6.14-16).
6- Ele era um dos três principais apóstolos que sozinhos testemunharam:
a. A ressurreição da filha de Jairo (Lc 8.41). 
b. A transfiguração (Mt 17.1).
c. A oração de Jesus no Getsêmani (Mt 26.37).
7- Certa ocasião, ele foi gentilmente repreendido por Cristo por causa de seu *sectarismo (Lc 9.49,50).
*[O termo sectarismo (usado geralmente com conotação negativa e pejorativa) vem do latim sectariu, que em sentido estrito se aplica ao seguidor de uma seita, mas pode também denotar zelo ou apego exagerado a um ponto de vista; visão estreita, intolerante ou intransigente. Wikipédia]
8- Ele desejou que Cristo julgasse uma cidade que o desprezou, invocando fogo do céu (Lc 9.54).
9- Ele pediu um lugar de honra especial no Reino de Cristo, no milênio (Mc 10.35).
10- Ele foi enviado por Cristo para ajudar Pedro a preparar a última ceia de Páscoa (Lc 22.8).
11- Ele perguntou para Cristo, no cenáculo, qual era a identidade do traidor (Jo 13.25).
12- Ele abandonou Cristo no jardim e seguiu-o a distância (Jo 18.15).
13- Ele era o único apóstolo presente na crucificação (Jo 19.26).
14- Ele aceitou a responsabilidade de cuidar de Maria após a crucificação de Cristo (Jo 19.27).
15- Ele visitou o sepulcro vazio com Pedro (Jo 20.2,3).
16- Ele foi o primeiro a reconhecer Jesus na aparição após a ressurreição, próxima ao mar da Galiléia (Jo 21.7).
17- Um rumor espalhou-se de que ele nunca morreria (Jo 21.22,23).
18- Ele estava com Pedro durante a cura do coxo (At 3.1-11).
19- Ele foi enviado pela igreja de Jerusalém para ministrar em Samaria (At 8.14,15).
20- Ele foi visitado por Paulo (Gl 2.9).
21- Ele escreveu cinco livros do Novo Testamento: o Evangelho de João, 1 João, 2 João, 3 João e Apocalipse.
22- Ele foi banido para a ilha de Patmos no reinado de Nero (ou, talvez, no de Domiciano), recebeu a visão do Apocalipse, foi liberado mais tarde e morreu de causas naturais, pastoreando em Éfeso.

O ministério de João.

A. Conforme registrado nos Evangelhos.
1. Seu chamado.
a. João e seu irmão, Tiago, eram parceiros de pesca com André e Pedro. (Lc 5.10).
b. João, provavelmente, era um rico empresário, pois seu pai tinha servos contratados (Mc 1.20).
c. Ele pode ter sido, juntamente com André, um dos primeiros discípulos de João Batista (Jo 1.35).
d. Se for o caso, ele foi apresentado a Cristo por João Batista (Jo 1.36-39).
e. Mais tarde, quando estava pescando no mar da Galileia, ao ser chamado por Cristo, ele abandonou tudo e seguiu-o (Mc 1.19,20).
2. Seu confidentes.
João realizava a maior parte de suas atividades em trio ou em dupla.
a. O trio (composto por Pedro, Tiago e João).
(1) Eles presenciaram a ressurreição da filha de Jairo (Mc 5.37).
(2) Eles viram a transfiguração de Cristo (Mt 17.1).
(3) Eles viram o duro sofrimento de Cristo no Getsêmani (Mt 26.36-46).

  • Cristo pediu que os três orassem por Ele em três ocasiões específicas.
  • Em cada uma das ocasiões, eles dormiram.
b. A dupla (composta de Pedro e João).
(1) Cristo enviou os dois homens a uma missão especial pouco antes de Sua entrada triunfal (Lc 19.28-35).

  • O local (Lc 19.29).
  • O propósito (Lc 19.30,31).
  • A execução (Lc 19.32,35).
(2) Cristo depois os enviou para prepararem-se para a última Páscoa (Lc 22.8-13).
a. O homem (Lc 22.10).
b. A mensagem (Lc 22.11).
c. O local do encontro (Lc 22.12,13).

(3) Ambos seguiram a Cristo por muito tempo depois de ter sido preso no Getsêmani (Jo 18.15).
(4) Ambos examinaram a tumba vazia de Cristo (Jo 20.2-8).

  • O relato (Jo 20.1,2).
  • A corrida (Jo 20.3-5).
  • A conclusão (Jo 20.8).
3. Sua carnalidade.
Em pelo menos três ocasiões, a natureza carnal de João foi demonstrada.
a. Em um evento *sectário (Mc 9.38-41).
b. Em um evento egoísta.
(1) O pedido dos dois (Mc 10.35-37).
(2) O ressentimento dos dez (Mc 10.41).
(3) A resposta do Senhor.

  • Para os dois (Mt 20.23).
  • Para os dez (Mt 20.25-28).
c. Em um evento odioso.
(1) A recusa demonstrada pelos samaritanos (Lc 9.51-53).
(2) A retaliação exigida pelos irmãos (Lc 9.54).
(3) A repreensão dada pelo Senhor (Lc 9.55,56).

4. Sua preocupação.
João questionou quando se daria e quem estava envolvido nas duas profecias entregues por Cristo.
a. A data da profecia sobre a destruição de Jerusalém (Mc 13.1-4).
b. Os envolvidos na profecia sobre a traição de Jesus (Jo 13.21-26).
5. Sua coragem.
João é o único dos 12 apóstolos que estava presente na crucificação de Cristo (Jo 19.26,27).
a. As palavras de Jesus para a mãe dele (Jo 19.26).
b. As palavras de Jesus para o Seu discípulo (Jo 19.27).

B. Conforme registrado no livro de Atos dos Apóstolos.
1. João e o aleijado de Jerusalém (At 3.1-11; 4.13-22).
a. O livramento no nome de Jesus.

  • O aleijado foi curado pelo poder de Jesus (At 3.1-11).
  • A defesa do nome de Jesus (At 4.13-22).
2. João e os convertidos de Samaria (At 8.14,15).

C. Conforme registrado no livro de Gálatas (Gl 2.9).
João, juntamente com Pedro, Tiago e Barnabé, estenderam a Paulo a mão direita do companheirismo durante a segunda visita do apóstolo a Jerusalém como crente.
D. Conforme registrado no livro de Apocalipse.
1. João foi exilado à ilha de Patmos, no mar Mediterrâneo por causa do seu testemunho de Cristo (Ap 1.9).
2. Ele recebeu em forma de visão o livro de Apocalipse nessa época (Ap 1.10-20).
3. Ele não tinha permissão, entretanto, de escrever tudo que ouviu (Ap 10.4).
4. Ele foi ordenado a comer um rolo que estava na mão de um anjo. Ele tinha gosto de mel, mas fez seu ventre ficar amargo (Ap 10.8-10).
5. Ele foi instruído a medir o templo de Deus no céu (Ap 11.1).
6. Ele foi ao chão por duas vezes e tentou adorar o anjo que lhe mostrou o futuro. Em ambas as ocasiões ele foi repreendido.
  • Primeira vez (Ap 19.10).
  • Segunda vez (Ap 22.8,9).
7. João foi o último a ver o Filho de Deus em Sua glória (Ap 1.13-16).
8. João foi o primeiro a ver a cidade de Deus em Sua glória (Ap 21.1-4,10).

O manuscrito de João.
Ele é o autor de 5 dos 27 livros do Novo Testamento.

DADOS
Pai: Zebedeu (Mt 4.21).
Mãe: Salomé (Mc 15.40).
Irmão: Tiago (Mt 4.21).
Citado pela primeira vez na Bíblia: Mateus 4.21.
Citado pela última vez: Apocalipse 22.8.
Significado do nome: "A graça de Jeová".
Nota: ele e o irmão, Tiago, foram apelidados de "Boanerges" por Cristo, que significa "filhos do trovão" (Mc 3.17).
Mencionado: 42 vezes: como João, 33 vezes; como aquele a quem Jesus amava (Jo 13.23; 19.26; 20.2; 21.7,20,24), seis vezes; como Boanerges, que significa "filho da ira, trovão" (Mc 3.17), uma vez.
Livros da Bíblia que citam João, o apóstolo: seis livros (Mateus, Marcos, Lucas, Atos dos Apóstolos, Gálatas, Apocalipse).
Cargo: pescador antes de tornar-se um dos três principais apóstolos de Cristo.
Lugar onde nasceu: provavelmente Betsaida, na Galileia.
Lugar onde faleceu: a tradição sugere que foi em Éfeso.
Detalhe importante sobre a vida de João, o apóstolo: ele era o apóstolo amado de Cristo que escreveu cinco livros do Novo Testamento.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR
OS DOZE DISCÍPULOS DE JESUS
Até a próxima
Fica na paz!



domingo, 1 de novembro de 2015

E JUDAS ISCARIOTES?

E JUDAS ISCARIOTES?
Judas, o apóstolo.
A. O seu chamado (Mt 10.4; Mc 3.19; Lc 6.16).
B. Sua cidade.
A palavra Iscariotes significa literalmente "o homem de Queriote". Queriote era uma cidade no sul da Judeia. Além disso, Judas era o único apóstolo que não era da Galileia.
Judas, o apóstata.
A. Os defeitos de Judas.
  • Ele era ladrão (Jo 12.1-8).
*As circunstâncias envolvidas (Jo 12.3).
*A crítica envolvida (Jo 12.4,5).
*A insensibilidade envolvida (Jo 12.6).
  • Ele era um traidor.
O Novo Testamento refere-se à traição de Judas a Cristo 16 vezes (Mt 10.4; 26.16,25; Mc 3.19; 14.10,11; Lc 6.16; 22.4,6; Jo 6.71; 12.4; 18.2,5; At 1.16,18,25).
  • A pessoa por trás do crime de Judas.
(1) Satanás controlou-o desde o início (Jo 6.70,71).
(2) Satanás era seu pai espiritual. - Jesus referiu-se a Judas como filho da perdição (Jo 17.12).
(3) Satanás colocou o desejo no coração de Judas de trair Cristo (Jo 13.2).
(4) Satanás chegou a entrar em Judas em duas ocasiões. 
a) Primeira ocasião: pouco antes dos eventos da sala superior (do local onde Jesus celebrou a Ceia com seus discípulos)/ (Lc 22.3).
b) Segunda ocasião: na sala superior (Jo 13.27).
  • O preço recebido pelo crime de Judas (Mt 26.14-16).
  • As profecias sobre o crime de Judas.
(1) Profetizada em Salmos.
Pouco antes de Pentecostes, na sala superior, Pedro lembrou os 120 dessas profecias, referindo-se aos três salmos do Antigo Testamento (compare At 1.16,17 com Sl 41.9; compare At 1.20 com Sl 69.25; 109.8).
(2) Profetizado pelo Salvador (Jo 13.21,25-30).
  • O local do crime de Judas (Mt 26.48-50; Jo 18.1-3).
B. A morte de Judas.
(1) A penitência do traidor.
a) A tristeza antes de sua morte (Mt 27.3,4).
b) O método da sua morte (Mt 27.5; At 1.18).
(2) O problema dos primeiros sacerdotes (Mt 27.7,8).
(3) A profecia do profeta (Mt 27.9,10).

Portanto, (Judas Iscariotes)
1. Supõe-se que ele tenha vivido próximo a Hebrom, em Judá, sendo assim o único dos doze apóstolos que não era da Galileia.
2. Ele era o tesoureiro dos Doze (Jo 12.6).
3. Ele era um ladrão desalmado (Jo 12.4-6).
4. Ele havia se comprometido com Satanás no início do ministério de Cristo (Jo 6.70,71).
5. Ele fez planos de trair Cristo por 30 moedas de prata (Mt 26.15,16).
6. A essa altura, Satanás tinha total controle sobre Judas (Lc 22.3; Jo 13.27).
7. Ele recebeu o bocado molhado de Jesus no cenáculo, o que o identificou como sendo o traidor (Jo 13.26,27). Os discípulos, entretanto, não perceberam o que Cristo fez.
8. Ele levou o grupo de soldados ao Getsêmani (Jo 18.2-4).
9. Ele traiu Cristo com um beijo (Mt 26.49).
10. Com grande remorso, ele devolveu o dinheiro e reconheceu seu terrível pecado diante dos indiferentes sacerdotes judeus (Mt 27.3,4).
11. Ele, então, retirou-se e enforcou-se (Mt 27.5).
12. Ele é considerado, por alguns, como o anticristo vindouro, com base na afirmação de Cristo em João 17.12 e nas palavras de Paulo em 2Ts 2.3.

Dados
Citado pela primeira vez na Bíblia: Mt 10.4.
Citado pela última vez: At 1.25.
Significado do nome: "Adoração".
Mencionado: 22 vezes.
Livros da Bíblia que citam Judas Iscariotes: cinco livros (Mateus, Marcos, Lucas, João, Atos dos Apóstolos).
Cargo: apóstolo.
Lugar onde nasceu: provavelmente na cidade de Queriote, em Judá.
Lugar onde faleceu: em Jerusalém ou proximidades.
Como foi morto: ele enforcou-se (Mt 27.5; At 1.18).
Detalhe importante sobre a vida de Judas Iscariotes: ele foi o apóstolo que traiu Cristo.

Você também vai gostar de ler: OS DOZE DISCÍPULOS DE JESUS

Fica na paz!
Até a próxima!